Ouça ao vivo

840 AM

106.1 FM

105.1 FM

Diretor da FDA toma posse na Academia de Letras e Artes Mater Salvatoris

por Patricia Tosta

A Academia de Letras e Artes Mater Salvatoris, realizou nesta quarta-feira (15.05), na Sede do Instituto Feminino da Bahia, a solenidade de posse dos seus novos membros, o Padre Danilo Pinto dos Santos, na cadeira de Nossa Senhora da Comunicação e o Padre Igor Gonçalves da Silva, na Cadeira da Nossa Senhora da Anunciação. O evento contou com a presença de amigos e parentes dos novos membros assim como autoridades eclesiais e a presidência da Academia de Letras e Artes Mater Salvatoris, Ângela Maria Forte Araújo e Ogvalda Devay de Sousa Torres.

Durante o seu discurso de posse, o Padre Danilo reforçou a importância e o significado de ocupar esse lugar: “Apresentam-se para a minha vida dois grandes colunas da sociedade: Educação e a Comunicação, que se entremeiam na Academia Mater Salvatoris, trazendo juntas o convite para um “testemunho social” de viver a fé cristã católica na cidade do Salvador”.

Padre Danilo chamou atenção para a  erosão dos valores e  enfraquecimento das instituições, como um dos aspectos graves do tempo atual    e  enfatizou a importância da boa comunicação nesse contexto, “Estar inserido numa “rede de testemunhas” é o motivo que me anima a fazer parte da distinta Academia Mater Salvatoris, que neste ano celebra  45 anos de fundação”.

Randam – Comunicação como missão

A Cadeira no 28, dedicada à N. Sra. da Comunicação que agora será ocupada pelo Padre Danilo, pertenceu a José Jorge Randam. Empresário e comunicador que iníciou sua trajetória na comunicação durante os anos 50, perpassando por diversos campos, desde a locução até o palco dos auditórios, onde sua voz carismática animava as plateias. Atuou na produção de programas e no jornalismo, das emissoras de rádio Cultura, Sociedade e Excelsior.  Também na TV Randam alcançou notoriedade, consagrando-se como a primeira figura a debutar na televisão baiana, já na década de 60, na TV Itapoan, Randam, foi o primeiro a apresentar o “Repórter Esso”.

Foi vice-presidente da Associação Bahiana de Imprensa (ABI-BA), condecorado com Medalha do Mérito Jornalístico, a mais alta honraria concedida pela instituição. Sua transição para o campo publicitário também foi marcante, reconhecido como um dos  mais influentes  publicitários  do Brasil. Foi  também escritor, tendo publicado o  livro “A Inclusão do Medo”, em 1998 . Incansável na defesa dos direitos humanos e da cidadania, seu legado como um “gigante na comunicação baiana” é incontestável, afirmou Pe. Danilo durante  seu discurso de posse.

O legado continua

Agora como assento na cadeira 28, o Pe. Me. Danilo Pinto dos Santos; sacerdote católico da Arquidiocese de São Salvador a Bahia;  secretário executivo do Instituto Nacional de Pastoral Pe. Alberto Antoniazzi (INAPAZ) da CNBB; Diretor da Fundação Dom Avelar Brandão Vilela e Diretor Geral da Rede Excelsior de Comunicação;  sócio fundador da Sociedade Ratzinger do Brasil (2017) e da Sociedade Brasileira dos Cientistas Católicos (2018); capelão da Fundação  Instituto Feminino da Bahia e também escritor; assume com determinação a nova missão que lhe foi confiada, “Sinto-me honrado pelo convite para integrar instituição tão qualificada no âmbito da nossa cidade e Igreja Particular de Salvador, ao lado de homens e mulheres comprometidos com a construção de uma sociedade justa, solidária e fraterna”, afirmou.

Sobre a Mater Salvatoris

Fundada há mais de 30 anos pelo desembargador Carlos Souto e um grupo de intelectuais, a entidade tem a finalidade de louvar a Maria e divulgar a devoção a Nossa Senhora através das letras e das artes, o que ocorre através das publicações dos seus membros.

Sobre o Padre Danilo:

Foi pároco da Paróquia Sagrada Família, em Nova Brasília de Itapoan. Também foi Capelão e Coord. do Setor de Pastoral da Universidade Católica do Salvador (2012 – 2016), assim como foi coordenador da Pastoral da Universitária (2012 – 2015). Desenvolveu o projeto das Incubadoras de Pastorais, gestando na Arquidiocese as Pastorais da Educação, Past. da Cultura e Setor de Ensino Religioso.

Organizou diversas extensões acadêmicas (2012 -2015), certificadas pela UCSal, dentro dos temas de bens culturais e humanismo cristão. Coordenou o Setor Universidades do Regional NE 3 da CNBB (Bahia e Sergipe, 2012 – 2015). Possui Mestrado em História na Universidade de Brasília, na linha de História Social e Múltiplas Formas (2020); possui MBA em Gestão Empresarial pela UniRuy Wyden (2014) e graduação em Teologia pela Universidade Católica do Salvador (2010), tendo realizado intercâmbio no Centro de Formação Bíblica Ecce Homo, em Israel (2008-2009).

Foi professor da Universidade Católica do Salvador (2012- 2020), cedido à Conferência Nacional dos Bispos dos Brasil (CNBB) para atuar como assessor da Comissão de Educação e Cultura nos Setores Universidades e Bens Culturais (2015 -2023). Foi membro do corpo editorial da Revista da Associação Nacional de Educ. Católica (2015 -2019). Foi assessor do Setor Universidades do Depto de Cultura e Educação do Conselho Episcopal Latino-Americano (2015 2019).

Coordenou o Acordo de Cooperação Técnica entre a CNBB e o IPHAN (2020), em vista do cuidado com os bens culturais de matriz católica. Dentro da espiritualidade mariana, foi vigário da paróquia N. Sra. da Conceição de Itapoan (2012). Acompanhou as Equipes de Nossa Senhora (2016 – 2022), em Brasília-DF, movimento de espiritualidade conjugal inter-sacramental, sob os títulos de N. Sra. Boa Mãe e N. Sra. do Perpétuo Socorro.

A partir da Fundação Dom Avelar Brandão Vilela, desenvolveu a proposta das Capelas Missionárias de N. Sra. do Perpétuo Socorro (2023), padroeira da Família Excelsior, cujo objetivo é formar comunidades ambientais entorno da espiritualidade mariana e prestar acompanhamento pastoral aos ouvintes da Rede Excelsior de Comunicação, distribuídos na geografia eclesial da Arquidiocese de Salvador.

No âmbito da programação da Rádio Excelsior, criou a Novena perene à N. Sra. do Perpétuo Socorro (2023), transmitida diariamente na grade de programação. Possui devoção particular à N. Sra. da Conceição Aparecida. Desde 2015, anualmente, faz peregrinação ao Santuário de N. Sra. Aparecida em ordem da participação da Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Autor dos livros: “Pouso dos Cristãos, uma Freguesia na Bahia Colonial” e “Dom Avelar Brandão Vilela: Um Bispo do Brasil Nordeste”, entre outros artigos acadêmicos e publicações pastorais.

0%

Arrecadação do mês

0%

Arrecadação do mês

Rede Excelsior de Comunicação