Ouça ao vivo

840 AM

106.1 FM

105.1 FM

Diretor da Fundação Dom Avelar Brandão Vilela esteve no Vaticano em reuniões nos Dicastérios da Cúria Romana e audiência com o Papa Francisco

O padre Danilo Pinto, diretor da Fundação Dom Avelar Brandão Vilela, participou de atividades nos Dicastérios de Comunicação, Cultura e Educação e de audiência com o Papa Francisco, nos dias 6 e 10 de fevereiro do presente ano de 2023. A atividade deveu-se à integração dos assessores da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) na visita da presidência da instituição ao Santo Padre, o Papa Francisco, em razão do contexto comemorativo dos 70 anos (CNBB) e das mudanças nos Dicastérios da Cúria Romana, a partir da Constituição Praedicate Evangelium, que incidem no trabalho das Comissões Episcopais. O padre Danilo Pinto também contribui como assessor dos Setores Universidades e Bens Culturais da CNBB.

Na ocasião, o padre Danilo participou de reunião com o Prefeito do Dicastério de Comunicação, Sr. Paolo Rufini, e com diretores dos diferentes meios de Comunicação. Na oportunidade, a equipe partilhou a experiência do Sínodo Digital: “A Igreja te Escuta”, falou sobre os desafios da traduzibilidade dos textos oficiais e notícias; bem como sobre a integração da comunicação com o mundo da universidade; do combate às fake news; da atuação em novas mídias; da experiência dinâmica da catolicidade (universalidade da Igreja e Conferências Episcopais dos países); do magistério do Papa Francisco; e do trabalho de comunicação com os países lusófonos.

Além disto, o sacerdote conheceu toda a estrutura de funcionamento do Dicastério (programação, transmissões, cobertura das viagens apostólicas internacionais, recursos de financiamento, equipes de trabalho, entre outros) e os meios de comunicação da Santa Sé e do Estado do Vaticano, a Assessoria de Imprensa, o Vatican News, o Vatican Media, o L’Osservatore Romano, o Serviço de Fotografia, a Sala de Imprensa e a Rádio Vaticana. Para o padre Danilo Pinto, “as visitas aos Setores de Rádio do Vaticano e de Bens Culturais foram muito oportunas, posto que coincidem com o momento em que assume trabalhos congêneres na Arquidiocese de Salvador, na Rádio Excelsior e na Capelania do Instituto Feminino da Bahia, que possui um dos maiores centros de cultura católica da nossa Arquidiocese”, disse o padre.

No Dicastério para Cultura e a Educação, o sacerdote participou de reunião com o Prefeito do Dicastério, cardeal Tolentino Mendonça, e os secretários dos diferentes Setores (Cultura e Bens Culturais, Educação, Universidades e Pacto Global Educativo). Na oportunidade, o cardeal Tolentino refletiu sobre o tema da catolicidade e da sinodalidade no contexto educativo da Igreja Universal, sobre formas de integração entre a cultura e o mundo universitário, encaminhamentos técnicos para universidades e escolas católicas, a partir da última Instrução do Vaticano, como também, sobre meios e formas de entre-ajuda entre os Dicastérios e as Conferências Episcopais, no âmbito da cultura e da educação.

Além destes departamentos, o padre Danilo Pinto também teve reuniões e atividades no Dicastério para o Clero e na Pontifícia Comissão para a América Latina. “Foi muito oportuno participar das reuniões nos Dicastérios, no momento histórico em que acontece a Reforma da Cúria Romana a partir da Constituição Praedicate Evangelium. Tivemos a oportunidade de testemunhar as mudanças de infraestrutura e conceituais dentro dos Dicastérios, nesta semana de trabalho. Partilho a impressão de uma Cúria Romana mais descentralizada e disponível às necessidades das Conferências Episcopais nacionais”, afirmou.

A semana de trabalho foi concluída com Missa no túmulo de São Pedro, local onde também estão sepultados os outros pontífices que governaram a Igreja ao longo da história. Na sequência, os assessores foram recebidos pelo Papa Francisco no Palácio Apostólico, que prosseguiu numa reunião privativa com a presidência da CNBB. O padre Danilo Pinto levou dois presentes ao Papa Francisco: o broche do Senhor do Bonfim, com o qual foi iniciada a campanha de migração da frequência AM para a FM da Rádio Excelsior, e o livro “Pouso dos Cristãos: uma freguesia na Bahia Colonial” sobre o processo de formação das freguesias na Arquidiocese de Salvador. “Penso que foi uma forma de partilhar com o Santo Padre elementos significativos da espiritualidade devota, da minha caminhada acadêmica e eclesial, da cultura baiana e da história do meu lugar de origem, do qual me sinto um agradecido devedor”, disse o padre. Ao concluir o encontro com o Papa Francisco, a presidência e os assessores foram apresentados ao Palácio Apostólico.

Texto: Sara Gomes – Assessora de Imprensa da Arquidiocese de São Salvador da Bahia

0%

Arrecadação do mês

0%

Arrecadação do mês

Rede Excelsior de Comunicação